Tamanho da Paz – Relato de um Paciente

Tamanho da Paz

22 jul Tamanho da Paz – Relato de um Paciente

Escrito por  em seu blog…vide link abaixo.

http://cronicadeguardanapo.blogspot.com.br/2015/07/o-tamanho-da-paz.html

O tamanho da paz.

É inacreditável como muda a perspectiva das coisas, de acordo com o sentimento que nos desperta.
Na semana passada, me senti muito, muito menor que meu próprio dente. Verdade!
A dor que chegou bem devagar, foi aumentando de forma estridente. Sim, estridente. Quem já sentiu o latejar de uma pulpite sabe do que estou falando. Ela domina os membros, o corpo, o pensamento, descontrola nossa fala e até nossa audição. Nos deixa com sentimento de urgência por socorro. E na cadeira do dentista,  aquela seringa anestésica fica pequena perto do dente gigante que sobressai dos limites da cabeça.
E como aqueles medos inerentes ao tratamento dentário se esvaem com o avanço do alívio e o olhar confiante do cirurgião dentista, que conversa e acalma! E que mais que isso, interessado se compromete em aliviar a dor e te devolver a paz dos sentidos.
E foi assim, que meu dente, que cabe tão perfeitamente em minha boca, ficou maior que meu crânio. E que meu fiel e querido dentista, tornou-se meu melhor amigo.
E pra agradecer o atendimento à minha dor gigante e urgente, dedico esta crônica ao Dr. Luiz Paulo Lauda, que com sua atenção e carinho, aliviou meu desespero com a delicadeza e calma de um artesão, que se preocupa não só com a qualidade do meu sorriso, mas com o alívio que me leva a sorrir. Que Deus abençoe suas mãos.
Homenagem estendida ao Dr. Paulo Antônio Lauda; que passa ao filho o dom de trazer o alento e recuperar o sorriso da gente!